segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Você sabia? Porque os sapatos do Papa são vermelhos?

Os sapatos vermelhos do Papa lembram o sangue dos mártires

A cor vermelha dos múleos papais (assim são chamados os sapatos) simboliza o sangue dos mártires e a sua completa submissão à autoridade de Jesus Cristo. Os múleos são sempre feitos à mão, com setim, veludo ou couro vermelhos, cujos cadarços, quando presentes, são de ouro e as solas feitas de couro.
Assim como os nobres, o Papa também usava calçados distintos quando em ambiente interno ou externo. No primeiro caso, os calçados eram feitos de veludo ou seda vermelhos, decorados com galões e uma cruz ouro na pala. Ao ar livre, os Papa usavam sapatos vermelhos lisos, feitos com couro do Marrocos, mas, também, com a cruz de ouro na pala, por vezes ornada com rubi. Primitivamente, esta cruz era grande, atingindo as bordas do sapato.
O Papa Paulo VI retirou a cruz de ouro dos múleos, mas manteve a fivela em seus sapatos, tal qual pode ser visto em sua histórica visita à Jerusalém em 1964. Em 1969 ele aboliu as fivelas de todos os sapatos eclesiásticos, que eram, até então, obrigatórias na corte papal e para todos os prelados. Ele também abandonou o uso dos sapatos de veludo e os sapatos brancos para o Tempo da Páscoa. Desde então os papas vêm usando múleos vermelhos lisos.
O Papa João Paulo II alternou o uso de múleos de tons vermelho sangue com outros de vermelho mais escurecido, sendo que os seus sapatos eram todos confecionados na Polônia. O Papa Bento XVI tem usado os múleos vermelhos tradicionais., ou seja, com um tom mais vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...